21 de abril de 2015

Outro provável “Incidente do Golfo de Tonkin”?

W. Patrick Lang


Tradução / Ainda não havia nem sinal de qualquer prova, na noite de 4 de agosto, quando Johnson falou à opinião pública americana sobre o incidente. Mensagens gravadas naquele dia indicam que nem o presidente Johnson nem o secretário McNamara tinham certeza de que realmente acontecera alguma coisa.

Vários veículos de informação, inclusive as revistas Time, Life e Newsweek, publicaram artigos durante o mês de agosto sobre o incidente no Golfo de Tonkin. A revista Time escreveu: "Saídos da escuridão, das direções oeste e sul...  em alta velocidade... surgiram pelo menos seis deles... fogo contra os destroyers com armas automáticas, desta vez a uma distância de 2.000 metros.." A revista Time escreveu que: "não houve qualquer dúvida, na mente de Sharp, de que os EUA teriam de reagir àquele ataque." E não houve qualquer discussão nem qualquer divergência dentro do governo dos EUA sobre o tal “ataque”.

Servir-se de um conjunto de incidentes como pretexto para escalar o envolvimento dos EUA, foi a etapa seguinte, depois de os EUA terem lançado várias ameaças públicas contra o Vietnã do Norte, além de conclamações, feitas por deputados e senadores, a favor de os EUA escalarem a guerra contra o Vietnã. Em 4 maio de 1964, William Bundy conclamou os EUA a “expulsar os comunistas do Vietnã do Sul”, ainda que isso significasse “atacar ambos, o Vietnã do Norte e a China comunistas”. Mas o governo Johnson, no segundo semestre de 1964, ainda se empenhava em tentar convencer o público americano de que não havia possibilidade de uma guerra entre o Vietnã do Norte e os EUA.

***

Sim, bem, a história desse ataque nunca passou de amontoado de mentiras, uma combinação de histeria da mídia, somada à perversão inata em Lindon B. Johnson, ao seu total desrespeito pela verdade, e um ataque real contra o contratorpedeiro USS Maddox, por barcos vietnamitas armados. O fato de que esse ataque dos vietcongs fosse uma resposta à ação dosamericanos do MACV-SOG [Military Assitance Command, Vietnam, Studies e Observation Group (MACV-SOG)], quando os vietnamitas descobriram que os americanos haviam infiltrado agentes, por mar, no Vietnã do Norte, é um fato histórico comprovado, do qual só tive conhecimento quando redigia o último relatório anual de operações do MACV-SOG, em 1973.

Em 1964, Johnson usou essa ficção e grave distorção da verdade, para conduzir a opinião pública a favor de o Congresso aprovar a “Resolução do Golfo de Tonkin”. Essa resolução serviu às mesmas finalidades, para as guerras dos EUA no sudeste da Ásia, a que servem atualmente as Autorizações para Uso de Força Militar que Obama pede ao Congresso. Mesmo agora, tantos anos depois de quando servi no sudeste da Ásia, essa história ainda me enfurece.

Atualmente, temos um grupo de combate naval dos EUA, o USS Roosevelt e sua escolta, que se movem do Golfo Pérsico para o norte do Mar da Arábia para... para fazer o quê? Para garantir que permaneça aberto o estreito de Bab al-Mandab? Mas quem ameaça fechar esse estreito? Quem?

Até a CNN e seu corpo de consultores “flexíveis” e “isentos” reconheceram que há um alto risco de incidente no mar, que poderia gerar as mesmas mentiras e “oportunidades” de antes, provocadas por arranhões leves, de tiros de barcos pequenos, no casco do USS Maddox.

Aconteça o que acontecer no processo em curso, nós, aqui do blog Sic Temper Tyrannis, devemos ser cautelosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário