12 de outubro de 2015

Missão da OTAN na “Cerizia do Leste”

Manlio Dinucci

Il Manifesto

"Na Cerizia do Leste, um Estado invadiu um Estado vizinho menor e ameaça invadir outro. A crise tem implicações mundiais. A OTAN empreende uma missão internacional de assistência e apoio para proteger os Estados ameaçados". É esse o cenário que o exercício Trident Juncture 2015 (TJ15) "simula". A OTAN explica que os nomes são "fictícios".

Mas não é necessária muita imaginação para entender que "Cerizia do Leste" é o leste da Europa e que "o invasor" é a Rússia, acusada pela NATO de ter invadido a Ucrânia e de ameaçar outros países do leste. O exercício bélico que atualmente se desenvolve em Itália, Espanha e Portugal é, por conseguinte, um teste real de guerra na frente oriental.

Durante a sua fase inicial (de 3 a 16 de outubro), no centro de Poggio Renatico (na região italiana de Ferrara), o primeiro centro já operacional do novo Sistema de Comando e de Controle Aéreo da OTAN, 400 militares de 15 países "simulam os acontecimentos que haverá que enfrentar". Depois, de 21 de outubro a 6 de novembro, desenvolver-se-á "Livex", o exercício de "fogo real" em que participarão mais de 230 unidades terrestres, aéreas, navais e de forças especiais de 28 países membros da OTAN e de 7 países associados (entre os quais a Ucrânia), com 36 000 homens, mais de 60 navios e 200 aviões de combate. No quadro de Trident Juncture 2015, as operações terrestres estarão sob o controle do LandCom, o Comando das Forças Terrestres da OTAN cujo quartel-general se situa em Izmir (Turquia), sob as ordens do general estadunidense Nicholson, que envia a este exercício mais de 250 membros do pessoal às suas ordens. As operações marítimas estão sob o controle do MarCom, o Comando das Forças Navais da OTAN, situado em Northwood (Grã-Bretanha), sob as ordens do almirante inglês Hudson. As forças aéreas participantes receberão ordens do AirCom, o Comando das Forças Aéreas da OTAN, que tem o seu quartel-general em Ramstein (Alemanha), sob as ordens do general estadunidense Gorenc, também comandante das forças aéreas estadunidenses na Europa e em África.

Trident Juncture 2015 põe à prova a capacidade da "Força de Resposta" (40 000 homens), em particular a capacidade da sua "Força de Vanguarda de Muito Alta Rapidez Operativa" capaz de se projetar em 48 horas fora da zona OTAN, em direção a leste e a sul, dirigido em 2015 pelo Comando Conjunto Joint force Command de Lago Patria (Nápoles), sob as ordens do almirante estadunidense Ferguson, também comandante das forças navais dos Estados Unidos na Europa e em África.

A Itália, segundo anuncia o governo [italiano] disponibilizou para esse exercício "estruturas, bases e polígonos". As bases e polígonos destinados às forças aéreas são particularmente importantes. A OTAN enumera-as da seguinte forma: Pisa e Grosseto, na Toscania; Pratica di Mare, na região de Lazio; Amendola na região de Apulia; Decimomannu e Teulada na Sardenha; Sigonella e Trápani, na Sicília; para além do porta-aviões Cavour como base flutuante.

Na véspera de "Livex", a 19 de outubro, realizar-se-á no aeroporto de Trápani Birgi uma cerimônia de abertura com a participação de alguns dos mais altos representantes militares de Itália e da OTAN, seguida de uma conferência de imprensa e do desfile dos aviões de combate (Eurofighter 2000, F-16, AMX e outros) italianos, polacos, gregos e canadianos, além de um avião-radar AWACS recolocado em Trápani a partir da base da OTAN em Geilenkirchen (Alemanha).
Mas não haverá cerimônias na base de Decimomannu, utilizada também pelos aviões da Eslovênia, nem no polígono de Teulada, onde atuarão também forças terrestres. O exercício "de fogo real" "Livex", em que serão utilizadas bombas e mísseis que ao explodir projetarão urânio empobrecido bem como outros metais pesados e substancias químicas toxicas, semeará a morte provocando câncer e malformações congênitas. Entretanto, os gastos de "Livex" serão pagos com dinheiro proveniente dos fundos públicos, obtido mediante cortes nas despesas sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário